O IFRS em prol do Fashion Revolution

FRD_logo

A área de Moda do Campus Erechim, está novamente participando do Movimento global Fashion Revolution, o qual busca promover o desenvolvimento sustentável da indústria da moda. Dessa forma, várias ações estão sendo desenvolvidas com os discentes no Campus durante essa semana e na próxima.

O Fashion Revolution, foi criado após o desabamento do Rana Plaza, que abrigava confecções de roupas em Bangladesh, no dia 24 de abril de 2013, deixando mais de 1.134 mortos e 2.500 feridos. O movimento surgiu para incentivar a sustentabilidade, transparência e ética na Indústria da moda. Busca mobilizar e conscientizar as pessoas, para mudar a forma com que as roupas são produzidas e consumidas.

Por que esse movimento é importante? Talvez, porque atualmente são mais de 250 Milhões de crianças trabalhando na indústria têxtil no mundo. Além disso,muitas marcas brasileiras e estrangeiras já foram flagradas com trabalho escravo. Infelizmente a indústria da moda é uma das que mais polui e mais de 80% dos resíduos têxteis destinados aos aterros poderiam ser reutilizados.

Assim sendo, as ações desenvolvidas pelo movimento são fundamentais para a conscientização, desde dos estudantes de moda, os profissionais que atuam na área e até os consumidores na hora da compra a questionarem nas lojas #quemfezminhasroupas?. O que pressiona as marcas e indústrias á trabalharem de uma forma segura, limpa e justa. Além de fazer o consumidor pensar se realmente vale a pena adquirir aquele item.

Acesse o link abaixo e fique por dentro de tudo que acontece no Movimento Fashion Revolution, dentro do Brasil e nos mais de 90 países participantes.

https://goo.gl/A7Pmib

Ações:

Com o intuito de mobilizar docentes, discentes e comunidade no geral, para que o alcance do movimento e sua importância seja atingida, as seguintes ações estão sendo desenvolvidas no Campus :

1º Bandeira de Retalhos: Os discentes foram unidos em um grupo, onde confeccionaram uma bandeira utilizando resíduos têxteis do laboratório de corte, onde o mesmo também recebe esses materiais de doações das indústrias. Na bandeira, foi escrita a frase principal do projeto “Quem fez minhas roupas”, além das logos do IFRS e a do Fashion Revolution. A bandeira é um dos principais símbolos do projeto e por isso, ficará hasteada durante a Fashion Revolution Week que acontece de 23 a 29 de abril e também ficará presente em todas as ações desenvolvidas.

2° Exposição Itinerante: Está acontecerá dentro do campus, reunindo a comunidade geral. Será composta por cartazes e material informativo, que foram desenvolvidos artesanalmente e de formas sustentáveis aproveitando materiais existentes pelos participantes do projeto. Para as empresas locais que possuem pontos de vendas, será proposto a exposição de fotos da fábrica e seus funcionários trabalhando, munidos pela placa com a frase “eu fiz suas roupas” em uma das paredes da loja, juntamente com uma explicação sobre o projeto. Isso também, porque na exposição no Instituto, terá fotos de confecções em condições desumanas de trabalho, contrastando com as fotos dos trabalhadores locais e valorizando a mão de obra local. Discentes e docentes estarão presentes dando todas as informações sobre o movimento para o público.

3° Bazar de Trocas: Para incentivar o consumo consciente, trazendo como lema uma das frases do movimento “Compre menos, escolha bem e faça durar”. O bazar de trocas, será realizado no dia 24 de abril, a partir das 17 horas no hall do Bloco 2. Onde todos os discentes e servidores foram convidados a participar. Nesse, poderão ser trocados roupas, acessórios e objetos. Vale lembrar que é um bazar para trocas, dessa forma não haverá comercialização de produtos.

4° Cinema: Com o objetivo de manter as pessoas ainda mais informadas sobre o movimento, acontecerá no dia 25 de abril, ás 17 horas, no Auditório 2 do Bloco 4 um cinema, onde será passado o documentário “THE TRUE COST” que aborda o impacto da indústria da moda em milhões de pessoas e no nosso planeta. Toda a comunidade está convidada a participar desse evento, onde também será distribuído pipoca aos participantes.

5° Reforma de Peças de Vestuário: Como última atividade, com o intuito de mostrar a vida útil das peças de vestuário, em parceria com a Secretaria Municipal da Cidadania, foi feito a coleta no início do mês, de peças que a Assistência Social recebeu de doações, e estavam em estoque pela falta de condições de serem doadas, por estarem sujas, rasgadas, com entre outros defeitos que podem ser corrigidos com a reforma e aumentam sua vida útil.

Assim sendo, através de todas essas ações, nós da área de Moda, esperamos atingir a sociedade a repensar na hora de consumir, pesquisar de onde vem o produto que está levando para sua casa e trazer a conscientização da importância da existência de movimentos como o Fashion Revolution para a nossa vida e a de nosso planeta.

Texto: Letícia Frana

Um comentário em “O IFRS em prol do Fashion Revolution

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Blog no WordPress.com.

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: